terça-feira, 29 de abril de 2008

Azul Marinho

Conhecida como o novo preto, a cor azul marinho atua como um contraponto para os tons suaves românticos e cores vivas do verão. É a cor-chave da estação e trabalha super bem em peças de inspiração militar e cinto definindo a cintura, blazers estilo marinheiro com detalhes em cordas, saias e tops coordenados com jeans, couro ou metálicos. A dupla, preto e azul marinho, se complementa muito bem e cria uma atmosfera noturna para os looks formais e de festa.

Desfiles prêt-à-porter


Vitrines

Porém, o azul marinho ganha força não só na moda... Chanel ousou, mais uma vez, ao lançar o esmalte Blue Satin - um esmalte azul marinho que pretendia repetir o sucesso do Black Satin - e fez com que a cor entrasse para o mainstream da beleza. Sua coleção primavera tem, além do esmalte, o lápis Blue Jean e sombras Bleu Céleste.

Campanha da Chanel

Está aí uma alternativa para quem quer se destacar e aderir à tendência do azul!

sábado, 26 de abril de 2008

Temas Verão 2008.09

Para o próximo verão, temos uma grande mistura de influências como o romantismo dos anos 20 e 50, o apelo tecno-esportivo dos anos 80, o clima “paz e amor” dos anos 70, espírito de aventura das grandes expedições e safáris, o glamour das deliciosas viagens a destinos luxuosos, o mix cultural e de referências multi-étnicas das grandes metrópoles e, finalmente, o estilo “super poderosa” das mulheres do século XXI. Os principais temas para o verão 2008.09 são: Neo Romântico, New 80’s, Riviera Chic, Flower Power, “Etnocidades”, Safári Africano e Power Lady. Acompanhe mais detalhes de cada tema nos próximos dias. Até mais!


Neo Romântico (Junya Watanabe)


New 80’s (TopShop Unique)


Riviera Chic (Versace)


Flower Power (D&G)

“Etnocidades” (Matthew Williamson)

Safári Africano (Versace)


Power Lady (Balenciaga)

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Tendências Verão 2008.09

Mais um verão pela frente! A seguir as principais confirmações para a temporada de verão 2008.09.
As formas são simples, desconstruídas e reconstruídas, os volumes se deslocam, surpreendem, como se quisessem definir uma nova anatomia. Formas do passado são relançadas e adaptadas ao presente. Misturas inusitadas, estranhas, transgridem e quebram regras.

No universo dos tecidos, duas forças se unem para impactar o mercado: Ecologia e Tecnologia. Fibras naturais são muito valorizadas e utilizadas em desenvolvimentos cada vez mais engajados com as causas ecológicas e ambientais. As misturas com fibras sintéticas garantem praticidade e performance à tecidos tecnológicos e esportivos de apelo ultra contemporâneo e urbano.


As estampas continuam sendo grandes parceiras na busca por mudança e inovação. Neste verão, listras e xadrezes disputam palmo a palmo o primeiro lugar com os lindos florais da estação, que contrastam com a modernidade das pinturas artísticas ou com o primitivismo dos motivos étnicos e tribais.


Nas cores, muitas apostas em tons neutros, entre as quais o branco e os tons de bege dourado e areia são as vedetes. Preto e off–white continuam sendo uma boa dupla. Invasão de vitrines e coleções em tons safári e utilitários, ao lado da maciça presença dos tons náuticos. Marinho, vermelho e branco chegam com tudo! O vermelho é destaque e puxa toda uma gama de laranjas vibrantes, tons de coral, gerânio e melancia.
Tons de rosê ou blush, rosinha suave, rosa barbie e chiclete, além do pink indiano são presença constante. Os amarelos luminosos ou solares contrastam com a família dos violáceos que começa a dar sinais de cansaço e assim, abre espaço para o crescimento dos azuis.Tons clássicos de azul índigo, passando por azul royal e cobalto que declinam-se em tons frios de turquesa e azuis aquáticos.
Os verdes continuam bons parceiros para rosas e violáceos. E os tons pastéis surgem tímidos em versões muito jovens inspiradas no estilo retrô dos anos 50 e 80.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Galochas multicoloridas

Há dois anos elas eram super tendência nas principais capitais de moda da Europa e em NY. Em janeiro deste ano, marcaram presença na temporada de inverno da São Paulo Fashion Week. Agora, as galochas começam a chegar às lojas de São Paulo e prometem ser a peça fashion no inverno.

Galochas da loja Madri.

Sóbrias, berrantes e estampadas, elas ficam ótimas coordenadas com minisaia, shorts e até vestido. Uma boa dica para ficar estilosa até nos dias chuvosos!

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Verde Esmeralda

A cor que já foi um grande tabu no mercado brasileiro firma-se, cada dia mais, no universo fashion. Graças à grande onda ecológica que invadiu a mídia e as rodas de bate-papo em todo planeta, o verde é destaque tanto no mundo da moda quanto do design e decoração. O cinema colabora com a disseminação da tendência “verde” no filme Desejo e Reparação, no qual a atriz Keira Knightley, surge deslumbrante em um vestido de seda verde esmeralda que se tornou a peça mais comentada da estação. Viva o verde!

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Hercules & Love Affair

Destaque nos desfiles de Chanel e Versace, o som de Hercules & Love Affair comprova que a disco music está de volta. Com “Blind” como carro-chefe, Hercules apareceu primeiro na internet, de lá passou para as pistas de dança até chegar às passarelas. Deu uma revigorada dance no rock eletrônico e agora é uma das febres da música atual de Manhattan.
A banda é liderada pelo DJ e produtor Andy Butler, tem como vocalistas a imponente figura de
Anthony Hegarty (do Anthony & The Johnsons); a DJ e designer de jóias Kim Ann e a cantora de modern soul Nomi.
Para saber mais visite o site:
www.herculesandloveaffair.com.

video

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Brechó online

A última moda das garotas mais descoladas é vender roupas de grife usadas pela internet. Criam blogs e sites de brechós como uma alternativa prática de vender roupas que não servem mais e fazem parte de uma rede de compradoras inveteradas interessadas em desovar peças seminovas, de marcas famosas e por um preço razoável.
Geralmente, quem clica em um brechó virtual são as jovens apaixonadas pelo que é antigo, mas tem cara de novo. Mesmo cientes dos perigos da compra à distância, cedem à economia de tempo e dinheiro.
Há cinco anos, Ana Maria Carvalho e a filha Mariana resolveram esvaziar seus armários abarrotados de roupas de grife para vendê-las pela internet. Resultado, a brincadeira ousada virou negócio e, hoje, a dupla passou a gerenciar seu brechó online, o Muito Por Pouco.
“Quem aposta na exclusividade pode se dar bem, como a estilista Danny Simões. Sua proposta é ‘vender peças que tenham história’ e o preço é definido por esse critério”.
A simplicidade no envio da mercadoria fomentou o interesse dos donos de lojas convencionais, que migraram para a internet como forma de divulgar o seu negócio, como é o caso do Brechó da Zezé. Porém o inverso também acontece: “Tudo começou no blog, mas ele virou gente grande e ampliamos nosso espaço de vendas”, diz o casal Paula Reboredo e Gilberto França, gerenciadores do blog Brechó Luxo e donos da loja com o mesmo nome na Rua Augusta.

Paula no Brechó Luxo


Site ‘Hoje Vou Assim’ é hit das moderninhas - Por Bruna Fioreti


“Cristiana Guerra ganhou fama graças à internet. Até pouco tempo, a publicitária de 37 anos era conhecida pelos amigos e colegas de trabalho apenas como uma compradora compulsiva, vaidosa e apaixonada por moda. Hoje, é inspiração para muitas garotas que criaram seu bazar online depois de clicar na invenção que ela batizou como Filet para Quem É Mignon (filetpramignon.blogspot.com). No endereço eletrônico, comercializa e dá dicas de como efetuar a compra.
A menina dos olhos de Cris, porém, é o blog que deu origem ao seu brechó: Hoje Vou Assim (hojevouassim.blogspot.com). Com tecnologia simples, a publicitária conseguiu criar um hit entre as meninas que gostam de navegar em busca de notícias e achados fashion. Esse público, diariamente, dá uma passadinha pelo blog para ver que roupa ela escolheu para sair para trabalhar naquele dia.
A moça é fotografada na agência em que trabalha, com luz natural. Faz uma sessão todas as manhãs, sempre vestida com ‘looks’ moderninhos. Na hora do almoço, posta a imagem na internet. ‘O que me motiva a tirar uma foto todos os dias é disciplina, bom humor e compromisso com as minhas leitoras. E não é tão difícil’, conta. ‘O maior estímulo é antes, na frente do espelho, e esse eu já tinha há muitos anos.’

Cristiana Guerra no blog ‘Hoje Vou Assim’

O blog, feito em princípio apenas para registrar suas criações, hoje soma 1.800 acessos por dia, durante a semana, e 700 aos sábados e domingos. A maior divulgação da publicitária foi o boca-a-boca. Cris percebeu, pelos comentários que as internautas deixam em seu blog, que elas gostam do incentivo para se arrumar diariamente. ‘Acordar e colocar uma roupa legal, e isso pode ser a mais confortável e surrada do mundo, se tiver a ver com seu estilo, é um jeito de enfrentar a vida, de encará-la de frente. Quando me coloco como modelo, estou expressando isso’, diz.”


Brechós online:

º Muito Por Pouco:
www.muitoporpouco.com.br
º Brechó da Zezé: www.brechodazeze.com.br
º Era Meu Pode Ser Seu: erameupodeserseu.blogspot.com
º Brechoh: brechoh.blogspot.com
º Danny Simões: alohafromvintage.blogspot.com
º Filet para Quem é Mignon: filetpramignon.blogspot.com
º Brechó Luxo: brecholuxo.blogspot.com
º Elisa Aranha: picasaweb.google.com/bazarelisa


Com informações do Jornal da Tarde.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Vida Louca, Vida Intensa - Uma Viagem pela Contracultura

A partir de amanhã, o Sesc Pompéia abre o projeto “Vida Louca, Vida Intensa – Uma Viagem pela Contracultura”, que reúne a produção de alguns dos maiores nomes da cultura alternativa dos anos 60. “A contracultura é uma possibilidade permanente da vida social (...). A vida social só existe porque existe mudança, e só existe porque existe diferença”, diz o antropólogo Gilberto Velho, autor do livro “Por Que Não? – Rupturas e Continuidades da Contracultura”.


Cartaz da turnê do grupo inglês The Who

O evento, organizado pelo designer Eduardo Beu, faz uma viagem pela contracultura, desde os beatniks, com ênfase no psicodelismo, até o movimento punk; conta com projeções de filmes da época, seminários, uma exposição cenográfica com pôsters, capas de discos, debates, leituras de poemas, shows musicais, teatro e até uma performance para comemorar os 40 anos do histórico “Verão do Amor” em São Francisco - quando jovens ousaram contestar valores da sociedade americana, propondo seu estilo alternativo de vida: uma subcultura capaz de promover minorias e manifestações criativas subterrâneas e autônomas, sem compromisso com a indústria cultural do entretenimento. Segundo Eduardo Beu, “Não se trata de simples nostalgia dos anos 1960, mas da continuidade de uma cultura que conquistou a liberdade de expressão, permitindo a afirmação de uma ótica subjetiva, independente e avessa a idéias predeterminadas”.

Horários Sesc Pompéia: Terça a sábado, das 10 às 21h. Domingos e feriados, das 10h às 20h (http://www.sescsp.org.br).


Com informações de O Estado de S. Paulo.